Ubuntu Jaunty, gnome-do, compiz…


Instalei o Ubuntu Jaunty.  Realmente sua velocidade de boot impressiona. Mesmo no meu laptop, antigo (Celeron, 40GB HD), ele inicializa em 20 segundos!

Dessa vez senti um desejo de mudar o visual, que, com exceção dos backgrounds é o mesmo desde que uso o GNOME 2.

captura_de_tela

O que fiz?

  1. Ativei o compiz (3D). Não com aquele monte de efeitos, apenas a opção básica. Sistema->Preferências->Aparência. Na janela que abre, fui na aba Efeitos Visuais e marquei a opção Normal.
    Isso já me dá uns efeitos legais, como sombra nas bordas das janelas, esmaecimento dos menus, um ALT-TAB diferente, e efeito de zoom no desktop com a combinação tecla Win+Botão do meio do mouse (rodinha).

    Vale lembrar que esta opção de efeito 3D simples já vem ativada “de fábrica” no Ubuntu. Eu é que nunca usei 🙂

  2. Removi o painel de baixo, aquele que tem a lista de janelas abertas. Botão direito em cima dele->Excluir este painel.
  3. Instalei o gnome-do e mudei seu tema para Docky. Com ele aberto (para abrir, basta pressionar a tecla Win+Espaço), procure um iconezinho e clique nele, para abrir a tela de preferências. Vá na aba Aparência e mude o tema lá. Eis que surge um mini-painel em baixo estilo Mac, ou Avant. Adicionei os atalhos que mais uso nele. Basta arrastar um atalho qualquer (do menu Aplicativos, por exemplo) pra dentro dele. Para remover algum, basta arrastá-lo para fora do painel. Diminuí seu tamanho.
  4. No painel de cima, logo após o menu principal, instalei o globalmenu-applet. O que isso faz? Joga a barra de menu de todos os aplicativos GNOME direto para o painel. Estilo Mac. Adicione seu repositório PPA: https://launchpad.net/~globalmenu-team/+archive/ppa. Aplicativos Java e Firefox por exemplo, não funcionam com ele. Para o Firefox, resolvi isso instalando a extensão Compact Menu 2.
  5. Mudei para o tema step-into-freedom. Temas legais como esse são encontrados aqui. Siga as instruções nessa página para adicionar o repositório deles e instalar os temas. Basta instalar o pacote zgegblog-themes, que serão instalados todos os temas disponiveis neste site. Depois, vá em Sistema->Preferências->Aparência.

Com os itens 2 e 4 ganhei um espaço vertical extra, quando usando os aplicativos maximizados. Não tenho mais o painei inferior nem a barra de menu nos aplicativos. Pra quem tem monitor widescreen, foi jóia 🙂

GNOME-Do

Cara, o GNOME-Do é muito bom! Ele permite acessar as coisas bem rapidamente. Ele fica escondido (exceto quando usando o tema Docky, como falei acima). Para ativá-lo, é só pressionar as teclas Win+Espaço (Isso pode ser mudado na tela de preferências). Exemplos de uso:

  • Para procurar vídeos sobre FISL no Youtube:
    1. Ative o gnome-do (Win+Espaço)
    2. digite yout… quando você ver o logo e nome to youtube, aperte TAB
    3. digite o termo da pesquisa: FISL e dê ENTER.
  • Para traduzir uma frase:
    1. Ative o gnome-do (Win+Espaço)
    2. digite: tra… quando aparecer um globo e a palavra translate, aperte TAB
    3. digite a frase/palavra a ser traduzida: The book is on the table, e dê ENTER.
  • Para tocar músicas de algum artista/álbum:
    1. Ative o gnome-do (Win+Espaço)
    2. digite o nome do artista: Guns…
    3. Vai aparecer a opção Tocar todas as músicas de Guns ‘n Roses. Se é isso que você quer, dê ENTER, senão, aperte setinha pra direita que ele vai listar todos os álbuns do Guns. Escolha o álbum e dê ENTER.

O interessante é que mudamos o ponto de vista. Não abrimos aplicativos. Pensamos nos documentos, nas músicas, nas buscas, nas coisas que queremos fazer. O GNOME-Do se encarrega de abrir o aplicativo desejado. Se quero ver o mapa de Porto Alegre, simplesmente digito Porto Alegre e escolho a opção Google Maps. Eu não preciso abrir o browser, entrar no site do Google Maps e finalmente digitar Porto Alegre. Eu simplesmente pensei em Porto Alegre.

O GNOME-Do é altamente extensível através dos plugins. Para os exemplos acima, eu ativei o plugin do Youtube, do Google translator e do Rhythmbox. Veja a lista de plugins na tela de preferências.

Nem tudo são flores. Embora o tempo de boot seja de 20s, levo outros 20s para ter minha sessão pronta (depois de digitar login e senha). Não sei se isso tem algo a ver com minha personalização acima.

Bom, é isso. Vamos ver quanto tempo eu aguento com essas mudanças, afinal são mais de 5 anos usando a mesma aparência. Talvez isso sirva até de preparação pra mim para o visual do GNOME 3.

Qualquer dúvida com relação à configuração acima, pode mandar ver nos comentários.

16 thoughts on “Ubuntu Jaunty, gnome-do, compiz…”

  1. Ótima dica. Meu desktop agora está carregado de funcionalidades muito úteis. Juntando o GnomeDo com um punhado de bons plugins do compiz, a produtividade aumenta com eficiência e beleza!

  2. Ótima dica John, estou utilizando todas.
    Acho que preciso configurar alguma coisa.

    Quando inicio o sistema, aparece a janela de “chaveiro padrão” para eu colocar senha, uma janela que diz “o gnome-do quer acesso.

  3. Parabens! Ficou ótimo teu desktop. Eu usava o AWN, mas acabei tirando pq as vezes dava uma ou outra incompatibilidade, soh nao tinha colocado o global-menu, agora ficou melhor ainda com o Gnome Do, mas me responde uma coisa, tem como diminuir a altura dele ou isso eh pq a sua resoluçao eh maior q 1280×800?

    Grande abraço!

  4. Stefânio, eu só consegui diminuir o tamanho dele através do gconf.

    Abra o gconf-editor e altere a chave /apps/gnome-do/preferences/Docky/Utilities/DockPreferences/IconSize. Depois feche e abra o gnome-do.

    Tô usando tamanho 24.

  5. Muito bom essa dica, gostei muito.
    Também agradeço ao Jonh Wendell pela dica do gconf-editor.
    Valeu.

    Só não estou conseguindo instalar novos temos alguem consegue ajudar.
    recebo a seguinte mensagem
    “Não foi possível localizar ‘zgegblog-themes'”

  6. Hi Wendell,
    Thanks for the nice Vinagre program for Linux.. But, when will it have file transfer feature?

    It would sincerely complete this software.

    Rgds,
    Victor

Comments are closed.