Colação de Grau

Olá. Ontem me formei! Fiquei tão ancioso que esqueci a câmera digital em casa 🙂 hehe

Tirei algumas fotos com os fotógrafos de plantão (que cobram o olho da cara). Fazer o que né?

No geral, foi tranquilo; minha esposa, pais e sogros estavam presentes. Como o ruindows que cuidava dos diplomas travou (isso acontece?) tenho que esperar até quinta ou sexta para buscá-lo.

UFA!

Acessando fotos e músicas do celular no Ubuntu Linux

Olá, pessoal, mais uma dica para o Linux.

Introdução

Estava procurando uma forma de transferir os arquivos (fotos, músicas, toques, etc) do celular para o pc e vice-versa. Ainda não tinha achado nada no Linux para isso. Até tinha visto o gnokii, mas ele serve apenas para sincronização de agenda.

Possuo um Nokia 6230 conectado via cabo DKU-2 (usb). Essas instruções foram testadas com esse equipamento. O linux é o Ubuntu Dapper – 6.06.

Atualização de pacotes

O software que vamos utilizar faz uso da libfuse. Porém, a libfuse que vem no Ubuntu Dapper está defasada, por isso, temos que atualizá-la. No terminal, digite:

sudo sh -c “echo deb http://repository.debuntu.org/ dapper multiverse >> /etc/apt/sources.list”
sudo apt-get update
sudo apt-get upgrade

Isso deve atualizar seu pacote libfuse para a versão 2.5.3 ou superior. Para maiores informações sobre este repositório, acesse o site http://repository.debuntu.org

Ajustando a libusb

Para acessar o celular através do cabo DKU-2, é necessário ser root. Para evitar isso, e poder acessá-lo como um usuário normal, teremos que fazer uma pequena alteração no arquivo /etc/udev/rules.d/40-permissions.rules. No terminal, digite:

sudo gedit /etc/udev/rules.d/40-permissions.rules

Procure uma linha contendo:

SUBSYSTEM==”usb_device”, MODE=”0664″

E a substitua para:

SUBSYSTEM==”usb_device”, GROUP=”plugdev”, MODE=”0664″

Salve e feche o gedit.

Instalando os pacotes

O software que vamos usar é o openOBEX, que, por sinal, já existe no Ubuntu Dapper. O problema é que a versão que vem com ele é muito antiga, e não há suporte para os modelos mais novos de celular.

Faz-se necessário então baixar a versão mais atual do openOBEX e compilá-la. Para evitar o retrabalho, eu fiz isso e gerei três arquivos .deb, que podem ser instalados sem maiores dificuldades. Baixem os arquivos a seguir em uma pasta temporária:

No terminal, vá para a pasta que você salvou e digite:

sudo apt-get remove libopenobex-1.0-0 # remove a versão que vem com o dapper
sudo dpkg -i *.deb # instala os três pacotes baixados

Execute os seguintes comandos no terminal:

sudo mknod -m 666 /dev/fuse c 10 229
sudo gedit /etc/rc.local

No editor que abriu, adicione essa linha no final do arquivo (antes da linha “exit 0”, se houver):

mknod -m 666 /dev/fuse c 10 229

Salve e feche o arquivo.

Testando

Conecte o celular. Execute o comando (no terminal):

obexftp -u 0 -l # L minúsculo

Ele deve retornar uma saída (XML) das pastas dentro do celular. No meu caso, a saída foi a seguinte:

If USB doesn’t work setup permissions in udev or run as superuser.
Connecting…done
Receiving “(null)”…\

done
Disconnecting…done

Se no seu caso a saída foi semelhante, então tá tudo certo. Vamos para o próximo passo. Caso contrário, deve-se rever os passos. Pode me perguntar, também. Dentro das minhas possibilidades posso ajudar.

Finalizando

Para finalizar, vamos ajustar o fstab para que possamos montar um “disco virtual” com o conteúdo do celular. No terminal, digite:

sudo mkdir /media/nokia
sudo chmod 777 /media/nokia
sudo sh -c “echo obexfs#-u0 /media/nokia fuse defaults,user 0 0 >> /etc/fstab”

Pronto! Dê uma olhada no menu Locais ou em Computador. Deve ter aparecido um ícone para a pasta Nokia. Entre nela e seja feliz!

Observações

  • Não consegui demontar o “disco virtual” através do gnome, ou até mesmo pelo umount. A solução é o comando (pelo terminal): fusermount -u /media/nokia
  • Através do nautilus não consegui copiar os arquivos do pc para o celular, ele sempre diz que não há espaço em disco. O jeito foi copiar pelo terminal.
  • Estes procedimentos foram testados com o aparelho Nokia 6230 e o cabo DKU-2

Bibliografia (Links Úteis)

  • http://repository.debuntu.org/
  • http://www.debuntu.org/2006/06/26/71-fuse-253-for-ubuntu-dapper/
  • http://www.debuntu.org/2006/04/27/39-mounting-a-fuse-filesystem-from-etc-fstab/
  • http://triq.net/obexftp/
  • http://openobex.triq.net/

FIM

Como sempre, fiquem a vontade para tirar dúvidas. Não sei se saberei responder, mas podem tentar 😀

Abraços e até o próximo post!

Screenshots

Pasta raiz do meu celularToques no meu celularCartão de memória do celular, com algumas músicas (do André Valadão)Pasta com as fotos tiradas do celular

Mantendo seu servidor Ubuntu atualizado

Olá. Neste post estarei mostrando [uma das maneiras de] como manter seu Ubuntu Server sempre atualizado.

  1. Instale o pacote apt-cron

    sudo apt-get install cron-apt

  2. Em sua configuração padrão, ele atualiza o sistema uma vez por dia, de madrugada. No meu caso, prefiro atualizar a cada hora:

    – Edite o arquivo /etc/cron.d/cron-apt
    – Comente (ou remova) a linha padrão, que atualiza as 4 da manhã.
    – Descomente a linha que atualiza a cada hora
    – Salve o arquivo

  3. Em sua configuração padrão, ele atualiza a base de dados (apt-get update) e faz o download dos pacotes que são atualizáveis. Ele não atualiza o sistema automaticamente. Será necessário alguém executar o comando apt-get upgrade, que será rápido pois não precisará fazer o download dos pacotes.
    Esse comportamento se dá por questões de segurança. Porém se você quiser que ele automaticamente atualize, basta editar o arquivo /etc/cron-apt/action.d/3-download e retirar a flag “-d” do comando dist-upgrade.

Você pode ver as ações executadas na pasta /var/log/cron-apt

Abraços e até o próximo post. Qualquer dúvida, entrem em contato.

PHP acessando Oracle no Ubuntu Server 6.06

Infelizmente o php que vem no Ubuntu não oferece suporte ao Oracle.
Este guia mostra como instalar o php direto dos fontes para que ele consiga conectar-se a este banco de dados.

Pré-Requisito

Passo 0 (zero): É necessário um cliente oracle instalado na máquina. Caso ainda não tenha um e queira instalar um [levíssimo] cliente, acesse este post. Feito isso, siga essas etapas:

Instalação

  1. Instale o apache e outros pacotes necessários: – e os milhares de dependências 🙂

    sudo apt-get install apache2 apache2-threaded-dev flex bison libxml2-dev gcc g++ make autoconf automake libtool

  2. Baixe o [fonte do] php em http://www.php.net/downloads.php

    Descompactar em alguma pasta, no meu caso: /home/wendell/php-5.1.4
  3. Compile o php:

    cd /home/wendell/php-5.1.4
    ./configure \
    –with-apxs2=/usr/bin/apxs2 \
    –with-oci8=instantclient,/usr/lib/instantclient \
    –with-config-file-path=/etc/php5 \
    –prefix=/usr/lib/php

    make
    sudo make install
    sudo mkdir /etc/php5
    sudo cp php.ini-dist /etc/php5

  4. Adicione ou descomente a linha abaixo do /etc/apache2/apache2.conf:

    AddType application/x-httpd-php .php

  5. Reinicie o apache:

    sudo /etc/init.d/apache2 restart

Pronto. Agora é só testar!

Crie um arquivo vazio com o seguinte conteúdo:

phpinfo();
?>

E salve-o na pasta padrão do apache – /var/www – com o nome info.php.
Abra o browser e visite: http://maquina/info.php

Se tudo deu certo, deve haver uma seção OCI8 indicando as propriedades da extensão Oracle.

Até a próxima!

Fiquem a vontade para tirar dúvidas. Usem a área de comentários ou entrem em contato diretamente: wendell_listas@bani.com.br

Instalando o Oracle Instant Client no Ubuntu Server 6.06

Olá, pessoal. Segue um roteiro de como, em questão de minutos, ter um cliente oracle pronto pra funcionar no Linux.

  1. Baixe os arquivos Basic, SDK e SQL*Plus, salve-os em uma pasta temporária.
  2. Descompacte os três arquivos (.zip) no diretório /usr/lib/instantclient
  3. Crie um link simbólico:

    cd /usr/lib/instantclient
    sudo ln -s libclntsh.so.10.1 libclntsh.so

  4. Ajustar o ldconfig para essa pasta:
    sudo sh -c “echo /usr/lib/instantclient >> /etc/ld.so.conf”
    sudo ldconfig
  5. Ajustando o SQL*Plus

    sudo ln -s /usr/lib/instantclient/sqlplus /usr/bin/sqlplus

.

Pronto! Está instalado. Para testar, você pode usar o SQL*Plus.

sqlplus system/manager@//servidor_oracle/sid

Perceba que usei a sintaxe nova do SQL*Plus para me conectar ao Oracle.
Se você deseja usar o tnsnames.ora, execute os seguintes passos adicionais:

  1. Copie o tnsnames.ora para a pasta /usr/lib/instantclient
  2. Crie uma variável de ambiente, que aponta para a pasta onde está o tnsnames.ora:

    sudo sh -c “echo export TNS_ADMIN=/usr/lib/instantclient >> /etc/profile”

  3. Efetue logoff e login novamente (ou execute o arquivo /etc/profile)

.

Para finalizar, uma dica: Para obter as mensagens do Oracle em português, faça:

sudo sh -c “echo export NLS_LANG=’BRAZILIAN PORTUGUESE_BRAZIL.UTF8′ >> /etc/profile”

.

.

Fiquem a vontade para tirar dúvidas. Usem a área de comentários ou entrem em contato diretamente: wendell_listas@bani.com.br